CONTABILIDADE CRIATIVA VERSUS CIÊNCIA CONTÁBIL: um estudo dos impactos do fenômeno sobre a ciência

Wellington Dantas de Souza, João Carlos Hipólito Bernardes Nascimento, Juliana Reis Bernardes

Resumo


A presente pesquisa, de caráter qualitativo, teve por objetivo discutir o malefício que o fenômeno da contabilidade criativa causa à essência da Ciência Contábil. Para tanto, foram abordados os conceitos e características do fenômeno, bem como os aspectos da contabilidade como ciência social. Como a contabilidade é feita para controlar o patrimônio das entidades e gerar informações claras, confiáveis e fieis para os usuários da informação contábil, o uso da contabilidade criativa não é plausível ao objeto, como também aos objetivos da contabilidade. Diante disso, o estudo foi realizado com base no método dedutivo e desenvolvido por meio de uma pesquisa exploratória, através de procedimentos bibliográficos. Como resposta a problemática proposta foi possível apontar insights das consequencias que a prática da contabilidade criativa pode causar na Ciência Contábil. Diante dos resultados da pesquisa, pode-se concluir que o fenômeno contabilidade criativa é um mal indesejado - porém existente - para a ciência contábil e sua prática, pois fere princípios e convenções contábeis, descaracteriza as Demonstrações Contábeis das entidades, induzindo seus usuários a erros de avaliação da real situação e performance patrimonial da empresa, além eticamente inapropriada para os profissionais contábeis.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .